Siga-nos

Política

Após trair Bolsonaro, ‘REPUBLICANOS DE GOIÂNIA’, prepara fraude milionária

Publicado

em

Após trair Bolsonaro e se aproximar da base de Lula, o Republicanos do Brasil todo se aliou a fornecedores petistas que buscam lesar o erário. É o caso da prefeitura de Goiânia que está prestes a fazer aquisição milionária com objetivos privados. Fontes da Revista Brasil dão conta que o prefeito do município pode não saber do caso que está sendo tramado pela Vereadora e Secretária de Educação de Goiânia. A prefeitura está prestes a realizar uma aquisição milionária e fraudulenta de livros do SAEB da EDITORA DO LIVRO TÉCNICO.

O esquema fraudulento na Secretaria Municipal de Educação de Goiânia é articulado pela Vereadora Sabrina Garcez, sobrinha de Wladimir Garcez, lobista e contraventor conhecido na região e que inclusive já foi preso na mesma operação que envolveu o famoso criminoso Carlinhos Cachoeira. Wladimir Garcez segundo informações, tem agido em conjunto com seu sócio e amigo neste tipo de negócio, Wanderley Tavares, Presidente do Republicanos em Goiânia.

Conforme informações obtidas, a Vereadora Sabrina Garcez vem atuando de modo ardiloso para que a aquisição dos livros do SAEB da EDITORA LT ocorra mediante adesão à ata de registro de preços, porém, o quantitativo desta ATA é insuficiente para atender a demanda de Goiânia, e para que isso ocorra, os envolvidos neste processo estão aderindo a porcentagem superior ao permitido por Lei, que é de 50% do quantitativo total, conforme art. 22, §3º do Decreto 9.488/2018.

Vale destacar que a futura aquisição mencionada é apenas uma das contratações fraudulentas engendrada pela Vereadora Sabrina Garcez e seus comparsas, pois recentemente a Seduc adquiriu livros junto a pequena EDITORA CASULO, com menos de três anos de existência, em um valor vultuoso de mais de 20 milhões de reais.

Portanto, é irresponsável e ilícita a conduta da Vereadora Sabrina Garcez e seus companheiros, que visam tão somente praticar atos corruptos para benefício próprio, sem proporcionar de fato o ensino de qualidade aos alunos da rede pública, e sem procurar o melhor custo benefício como deve ser de praxe ao se administrar o bem público.

Infelizmente parece que a Secretaria de Educação de Goiânia virou a continuação de uma organização criminosa orquestrada pelos Srs. Wladimir Garcez e Wanderley Tavares.

Nosso papel como cidadãos deve ser o de fiscalizar e acompanhar se tais denúncias se configuram verdadeiras.

Continue Reading
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos