Siga-nos

Política

Congresso dos EUA revela que jornalista foi censurado após denúncia contra esposa e ex-sócio de Moraes

Publicado

em

Um dos maiores escândalos das 541 páginas da denúncia do Congresso americano contra o ministro Alexandre de Moraes, revela que o jornalista Oswaldo Eustáquio teve suas contas censuradas na plataforma X, antigo twitter, após denunciar que Gabriel Chalita, sócio de Viviane Barci de Moraes, esposa do ministro do STF, articulou em um jantar em sua casa a aliança entre Lula e Alckimin com a chancela de Alexandre de Moraes.

Pelas redes sociais, o jornalista Oswaldo Eustáquio trouxe a informação à tona através de uma live realizada com o pastor Ricardo Martins, que vive nos Estados Unidos.

Após a live, o jornalista postou a informação em seu pefil do Twitter. A postagem contava com mais de 18 mil likes e Alexandre de Moraes deu prazo de duas horas para que a plataforma de Elon Musk, tirasse não apenas essa postagem, mas toda a conta de Eustáquio do ar, em flagrante caso de censura prévia em benefício próprio.

Na postagem censurada, Eustáquio prova que Gabriel Chalita, sócio da esposa de Moraes, foi quem garantiu a chapa de alma lulotucana para disputar a eleição com Bolsonaro.

Com a revelação do fato pelo Congresso Americano, fica claro o porquê Alexandre de Moraes, de acordo com a postagem de Elon Musk, “colocou o dedo na balança” nas eleições do Brasil. O escândalo foi abafado na época através de censura para esconder da nação que a chapa Lula/Alckmin foi planejada dentro do escritório jurídico da esposa do atual ministro. Vale ressaltar que o mesmo escritório recebeu R$ 4 milhões de empresa ligada a crimes no setor de transporte de São Paulo e de acordo com a operação Acrônimos, seria proveniente de propina, mas o caso também foi abafado e arquivado sem sequer ser investigado pelo colega de trabalho de Moraes, o ministro Fux.

Continue Reading
Deixar um comentário

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos