Siga-nos

Política

Direita se consagra como grande vencedora nas eleições europeias

Publicado

em

As eleições para o Parlamento Europeu, realizadas entre a última quinta-feira (6) e domingo (9), mostraram um crescimento da direita e uma redução da influência da esquerda no cenário europeu. Na França, por exemplo, a vitória da direita levou o presidente Emmanuel Macron a dissolver o Parlamento e convocar novas eleições legislativas. De acordo com as projeções da comissão eleitoral atualizadas às 9h26 desta segunda-feira (10), o Partido Popular Europeu, de centro-direita, ganhou 10 cadeiras, totalizando 186 eurodeputados, mantendo-se como a maior bancada.

Outras facções de direita e centro-direita também aumentaram sua presença no Parlamento Europeu. O Grupo Europeu de Conservadores e Reformistas passou de 69 para 73 parlamentares, enquanto a Identidade e Democracia avançou de 49 para 58 eurodeputados, sendo impulsionada pelos 30 assentos obtidos na França.

A esquerda, por sua vez, viu uma diminuição em suas bancadas no Parlamento Europeu. O principal grupo de centro-esquerda, a Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas, perdeu cinco assentos, caindo de 139 para 134 eurodeputados. O grupo denominado A Esquerda perdeu um assento, reduzindo seu espaço de 37 para 36 congressistas.

O maior perdedor entre a esquerda/centro-esquerda foi o Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia, cuja bancada de 71 eurodeputados na composição atual está projetada para cair para 53 parlamentares. Assim, as principais representações de esquerda diminuíram de 247 para 223 assentos.

Continue Reading
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos