Siga-nos

Brasil

Governadores estão insatisfeitos e já planejam ir ao STF contra a mudança, diz Wellington Dias.

Publicado

em

Wellington Dias (PT), governador do Piauí, um dos maiores ICMS do Brasil, está insatisfeito com mudanças do imposto. Segundo ele, o texto é inconstitucional.

Basicamente, a mudança é que o imposto seja cobrado na fonte, nas refinarias e não no preço final do produto como é feito atualmente. Isso diminuiria um pouco o peso do ICMS sobre o valor final da gasolina.

Wellington Dias é contra essa cobrança, ele prefere que o ICMS seja cobrado em cima do valor final, com outros impostos já aplicados, o que aumenta o valor do ICMS.

Líder de um grupo que planeja afundar cada vez mais o Brasil, o governador petista, já se movimenta para recorrer ao STF contra as mudanças aprovadas pelo congresso e pelo presidente Bolsonaro.

“Vamos ao STF evitar prejuízo para o nosso povo. Não vamos aceitar tirar dinheiro do povo, pois dinheiro público é do nosso povo, para mandar para a jogatina da especiação e lucros como dos R$ 103 bilhões da Petrobras distribuído para aplicadores, do povo pobre para bolso dos mais ricos”, afirmou o governador, coordenador do Fórum Nacional dos Governadores.

O povo que ele diz não querer prejudicar, logo logo vai estar pagando r$ 10 no litro de gasolina, e, consequentemente, preços altos em todos os outros segmentos.

Dias criticou a postura dos senadores e disse que o projeto cria um valor “fictício”, muito abaixo da realidade do mercado.

‘Fictício’ é tentar ludibriar o povo de bem afirmando que o ICMS não influencia no valor final dos combustíveis.

Continue Reading
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos