Siga-nos

Política

“MORAES DEVE SER PRESO”, AFIRMA VIÚVA DE PATRIOTA MORTO NA PAPUDA EM PEDIDO JUDICIAL

Publicado

em

Viúva de Cleriston Pereira da Cunha (Clezão), Edjane Cunha, que faleceu no presídio da Papuda, apresentou uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Alexandre de Moraes. Em documento enviado na quarta-feira, 6 de dezembro, ela solicita a destituição de Moraes de seu cargo no STF, alegando que ele cometeu crimes passíveis de penas de reclusão de 10 a 31 anos. No pedido de Edjane Moraes se solicita sentença contra o Ministro do STF com pena de reclusão de até 31 anos e 11 meses, além de sua deposição do cargo de Ministro.

Representada pelo advogado Tiago Pavinatto, a viúva e as duas filhas de Clezão acusam Moraes de “maus-tratos em modalidade qualificada, abuso de autoridade e tortura”. A representação destaca que Moraes teria desrespeitado 32 dispositivos legais ao manter Clezão detido, mesmo após um parecer favorável da PGR à sua soltura.

Clezão, empresário de 46 anos, faleceu em 20 de novembro após ataque cardíaco e mesmo depois de sua defesa alegar que ele não participou dos Atos de 8 de Janeiro em Brasília.

Continue Reading
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil