Siga-nos

Brasil

Moraes solta 102 pessoas presas pelos atos de 8 de Janeiro

Publicado

em

Na última segunda-feira (27/2), o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, mandou soltar 102 manifestantes envolvidos nos atos de 8 de janeiro, na sede dos três Poderes.

O magistrado determinou algumas condições que são elas o uso de tornozeleira eletrônica, não usar redes sociais e não se comunicarem, por qualquer meio, com os demais envolvidos nos atos e a proibição de se ausentar do país.

Os manifestantes devem ficar em recolhimento domiciliar no período noturno e nos finais de semana. Também terão a obrigação de se apresentar ao Juízo da Execução da Comarca de origem, no prazo de 24 horas e comparecimento semanal, todas as segundas-feiras.

Moraes também cancelou todos os passaportes emitidos e suspendeu documentos de porte de arma de fogo em nome dos investigados, bem como certificados de registro de colecionamento de armas de fogo, tiro desportivo e caça.

O ministro determina que a Justiça da cidade onde as pessoas agora em liberdade moram seja comunicada da soltura. Na prática, mesmo fora da prisão, essas pessoas vão seguir sendo monitoradas pela Justiça das respectivas cidades.

Os manifestantes soltos são da cidade de Tangará (MT), Belo Horizonte (MG), Eusébio (CE), Balneário Camboriú (SC), Chapecó (SC), São Paulo (SP), Sumaré (SP), São Gotardo (MG), Divinópolis (MG), Nuporanga (SP), Birigui (SP), Teixeira de Freitas (BA), Sinop (MT), Coronel Fabriciano (MG), Juazeiro (BA), Franca (SP), Curitiba (PR), Barra Velha (SC), Tangará da Serra (MT), Teófilo Otoni (MG), Coronel Bicaco (RS), Três Corações (MG), Mogi das Cruzes (SP), Passos (MG), Guaratinguetá (SP), Lajeado (RS), Joinville (SC), Registro (SP), Limeira (SP), Gurupi (TO), Uberlândia (MG).

Continue Reading
Deixar um comentário

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos