Siga-nos

Brasil

Parlamentares removeram assinaturas da CPMI do 8 de janeiro

Publicado

em

Recentemente, dois deputados federais retiraram suas assinaturas da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito sobre os atos do dia 8 de janeiro. São eles, Célio Silveira (MDB-GO) e Chiquinho Brazão (União Brasil-RJ).

O nome dos parlamentares, estavam na lista que o deputado federal André Fernandes (PL-CE), tinha divulgado em seu perfil no Twitter.

“O líder do PT na Câmara afirmou que o governo está agindo para que os deputados que assinaram a CPMI do 8 de janeiro retirem as assinaturas”, denunciou Fernandes na quarta-feira 1° em uma publicação no Twitter. “Dois deputados federais retiraram suas assinaturas.”

A CPMI foi protocolada no Congresso. Inicialmente, a comissão obteve o apoio 189 deputados e de 33 senadores. O número mínimo para instaurar um colegiado é de 171 deputados e 27 senadores. Com a saída dos dois deputados, a CPMI ficou com 187 adesões dos parlamentares da Câmara.

O objetivo da comissão é apurar os responsáveis pelos atos de vandalismo registrados nas sedes dos Três Poderes. A CPMI quer investigar se houve leniência do governo com quem destruiu prédios públicos.

Continue Reading
3 Comentários

1 Comentário

  1. Maria

    março 3, 2023 ás 3:36 pm

    Vendidos e canalhas ! Será lembrado daki a 4 anos e cobrado pela covardia !

    • Edmundo Augusto de Souza Lima

      março 4, 2023 ás 11:23 am

      Esse desputado (é assim que tem que ser tratado) sempre foi um político inexpressivo em Goiás, agindo assim demonstra sua falta de caráter e tenho certeza que quem votou nesse traste não vota mais!

  2. Elcio

    março 4, 2023 ás 6:05 am

    Aguardando o resultado dessa CPMI. Talvez tenhamos algo de concreto nesta desordem perpetrada por alguns.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos