Siga-nos

ELEIÇÕES 2022

UM NOVO GOVERNO QUE JÁ NASCE VELHO

Publicado

em

Profa. Denise Leal F. Albano Leopoldo

Nos próximos dias, farei um levantamento e a apresentação de certas figuras proeminentes do “novo” governo Lula/Alckmin que já nasce velho.

Como dizia Millôr Fernandes, o Brasil é um país cujo futuro sempre tem o passado a sua frente. Mas vamos continuar reagindo a isso e trabalhando para mudar essa realidade, trazendo dados, fatos e informações que sirvam de alerta e sinalizem que não aceitaremos passivamente que um Brasil velho, carcomido por corrupção e incompetência, ressurja para atravancar o futuro das novas gerações. Devemos isso a nossos filhos e netos!

Comecemos por um conterrâneo e um dos principais caciques petistas, Wellington Dias. Ele ficará responsável por cuidar das negociações sobre o orçamento de 2023 (!) e está cotado para ser o futuro todo-poderoso Chefe da Casa Civil.

Ex-governador e senador eleito do Piauí (minha terra natal) e chamado de “índio” pelo chefão petista, é o mais poderoso coronel político que o Piauí já conheceu e que controla o estado com mão de ferro há quase duas décadas. 

Traremos uma pequena amostra de sua performance e de seu passado nada auspicioso, conforme registros amplamente feitos pela imprensa. Desde o escândalo de um assessor flagrado com o porta-malas repleto de cédulas no total de quase 200 mil reais na eleição de 2014, passando por sua participação em um escândalo mais recente de desvios na educação, até a acusação de negligência no rompimento da barragem Algodões que vitimou dezenas de pessoas, é possível dizer que seu passado o condena.

Responsável por um endividamento recorde do estado a partir de sucessivos e polêmicos empréstimos feitos, ele massacrou servidores públicos e até sinalizou não pagar o piso salarial aos professores da rede estadual de educação.

Dias “deu” a seu chefe petista uma das votações proporcionais mais expressivas do país na disputa presidencial, enquanto seu estado amarga alguns dos piores IDHs do país, com números sofríveis na educação, saúde, emprego e renda, saneamento básico,  etc.

O querido e sofrido estado do Piauí ainda alcança algum nível de desenvolvimento graças ao empreendedorismo de sua gente, apesar de todos os entraves burocráticos e falta de apoio do governo. Esse desenvolvimento ocorre, basicamente, no chamado terceiro setor (a cidade onde nasci, Picos, é o mais importante polo de comércio e serviços de saúde da região centro sul do estado) e na produção agrícola (com a nova fronteira no sul do estado tocada principalmente por gente do agronegócio vinda, em sua maioria, do sul do país).

Continue Reading
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos