Siga-nos

Esporte

Australian Open: nova forma e velhos campeões

Publicado

em

O Australian Open de 2024 que começa agora dia 14, apresentará uma mudança na programação, estendendo a chave principal do primeiro Grand Slam da temporada para 15 dias, em conformidade com o formato observado atualmente em Roland Garros.

A iniciativa dos organizadores visa distribuir a primeira fase da competição ao longo de três dias, com o objetivo de reduzir o risco de rodadas terminarem muito tarde, especialmente em dias com muitos jogos. Essa alteração atende a uma solicitação dos jogadores e do público que compra ingressos, mas não conseguia acompanhar toda a programação do dia.

Craig Tiley, diretor do torneio, destacou: “Ouvimos as opiniões dos jogadores e torcedores e estamos entusiasmados em oferecer uma solução para minimizar as sessões que terminam muito tarde, além de continuar a fornecer um cronograma justo e equitativo nas principais quadras.”

Djokovic

Não é novidade que Novak Djokovic se sente em casa na Austrália. Com um histórico de dez títulos no Grand Slam local e o constante apoio do público, o jogador sérvio geralmente inicia sua temporada com vitórias e uma energia contagiante. Após um excelente começo em 2024, com duas vitórias na United Cup, o número 1 do mundo compartilhou seus sentimentos em relação ao país onde viveu alguns dos momentos mais marcantes de sua carreira.

“Diversas vezes, meu início de temporada na Austrália foi muito positivo. Sempre jogo o meu melhor e me sinto muito bem aqui, talvez por razões diversas. Acredito que um dos motivos é a minha grande vontade de começar o ano da melhor forma possível. Isso funciona como um impulso para o restante da temporada. Quanto mais você vence em um torneio específico, mais confortável e confiante você se torna quando retorna a esse lugar”, explicou o detentor do recorde de títulos do Australian Open.

Alcarraz

Diferentemente da maioria dos jogadores no top 50, Carlos Alcaraz optou por não participar de nenhum torneio oficial antes do Australian Open de 2024. O tenista, atualmente classificado como número 2 no ranking da ATP, escolheu uma abordagem distinta, decidindo não competir em nenhum dos eventos que antecedem o primeiro Grand Slam do ano.

No entanto, isso não significa que ele ficará inativo. Alcaraz tem planos de viajar para a Austrália no próximo sábado (6), onde passará uma semana treinando antes do início do torneio. Vale ressaltar que o jogador espanhol não participou do Australian Open na temporada passada devido a uma lesão.

Para testar seu nível de jogo, Alcaraz participará de dois duelos de exibição nas instalações do Australian Open, organizados pela Tennis Australia. Estes jogos estão programados para os dias 10 e 12 de janeiro. Enquanto uma das partidas será contra o australiano Alex de Minaur, o oponente da segunda partida ainda não foi confirmado, conforme relatado pelo jornal “Marca”.

Nadal

Rafael Nadal retornou às quadras neste domingo (31) após quase um ano de ausência devido a uma cirurgia no quadril. Atuando ao lado de Marc Lopez nas duplas, o tenista espanhol sofreu uma derrota para os anfitriões Max Purcell e Jordan Thompson, por 2 sets a 0 (6/4 e 6/4), no ATP 250 de Brisbane, na Austrália. Com 22 títulos de Grand Slam, Nadal havia mencionado anteriormente que as Olimpíadas de Paris, em julho do próximo ano, poderiam marcar o encerramento de sua carreira. No entanto, deixou em aberto a possibilidade de continuar jogando após 2024.

Em uma entrevista à “BBC Sport”, Nadal compartilhou: “Se eu estiver jogando bem, o que pode acontecer… se eu estiver livre de lesões, embora meu histórico diga que seja difícil, se não estiver sentindo dores diariamente… se todos esses fatores se alinharem, por que não? Não quero afirmar com 100% de certeza que este será meu último ano, porque ainda amo o tênis e aprecio o que faço.”

Continue Reading
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil