Siga-nos

Política

ASSESSOR QUE PEDIU A MORO PARA ESCONDER VOTO EM DINO É INVESTIGADO POR RACHADINHA.

Publicado

em

Ontem (13), ainda durante a sabatina de Dino, o fotógrafo do Estadão, Brenno Carvalho, captou as trocas de mensagens entre Moro e alguém pela alcunha ‘Mestrão’. Este último informava a Moro sobre o clima nas redes sociais e aconselhava o senador paranaense em suas ações.

“Só não pode ter vídeo de você votando a favor”.

‘mestrão’ para MORO sobre voto em dino.

“O coro está comendo nas redes”, dizia parte da mensagem de Mestrão. Mais adiante, ele alertava Moro sobre seus próximos passos, dizendo: “Só não pode ter vídeo de você votando a favor”, referindo-se à indicação de Flávio Dino para a vaga anteriormente ocupada por Rosa Weber no Supremo Tribunal Federal (STF).

MAS QUEM É MESTRÃO?

De acordo com matéria do jornalista Guilherme Amado do Portal Metrópoles, Rafael Travassos Magalhães, conhecido como Mestrão, é assessor parlamentar locado no gabinete de Sergio Moro desde agosto, recebendo atualmente mais de R$ 7 mil, conforme informações do portal da transparência do Senado. Ele já foi mencionado em um inquérito que investiga a prática de ‘rachadinha’ envolvendo o deputado estadual Ricardo Arruda (PL-PR), antes de ser contratado por Moro.

Dados de ‘Mestrão no Portal da Transparência.

Segundo uma matéria do jornalista João Paulo Saconi para a coluna de Lauro Jardim em outubro, Rafael Magalhães foi mencionado em um relatório do Coaf que identificou uma sequência de retiradas em dinheiro durante o período em que estava na Corregedoria da Assembleia Legislativa do Paraná, sob o comando de Arruda. Na época, as investigações apontaram suspeitas envolvendo o saque de valores recorrentes e indícios de fracionamento, ocorrendo sempre nas datas próximas ao final de cada mês. Isso era um sinal claro da possibilidade de haver ‘rachadinha’ na Assembleia.

O deputado estadual Ricardo Arruda (PL-PR)

Mas mesmo diante das suspeitas, Rafael Magalhães, conhecido como Mestrão, continuou desempenhando suas funções regularmente no escritório de apoio local de Sergio Moro, em Curitiba, ocupando o cargo de confiança de “auxiliar parlamentar intermediário”. Antes de ser indicado por Moro, Mestrão ocupava um cargo entre fevereiro e junho deste ano no gabinete do deputado estadual Tito Barichello (UB-PR), que é amigo de Moro.

Continue Reading
1 Comentário

1 Comentário

  1. Hilde Marques

    dezembro 15, 2023 ás 5:15 pm

    Sérgio moro perdeu o valor eu tinha muito respeito de admiração por ele daqui para frente nem comento mais as postagens dele

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos