Siga-nos

Política

Alexandre de Moraes recebe notificação do governo Biden em meio a tensões diplomáticas

Publicado

em

As relações já tensas entre Brasil e Estados Unidos estão se tornando ainda mais delicadas, com o governo americano recusando ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, acesso a informações sobre as movimentações de Filipe Martins, ex-assessor de Jair Bolsonaro, em território americano. De acordo com o portal Poder360, o Departamento de Estado dos EUA aconselhou o Brasil a seguir os procedimentos normais de cooperação internacional, solicitando os dados por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Essa resposta dos Estados Unidos vem após o ministro Mauro Vieira, das Relações Exteriores, ter feito um pedido de verificação àquele país, a pedido da Procuradoria Geral da República, sobre a presença de Martins em Orlando, no final de 2022. No entanto, os EUA afirmaram que, sem o consentimento das partes envolvidas, as informações solicitadas permanecerão indisponíveis. Além das dificuldades no âmbito internacional, Moraes também enfrenta desafios dentro do Brasil. Após solicitar à Força Aérea Brasileira imagens do embarque da comitiva presidencial em 30 de dezembro de 2022, foi informado de que não existem câmeras de segurança na área de embarque de autoridades. Agora, a Procuradoria Geral da República tem um prazo de cinco dias para se posicionar sobre a situação de Martins, que, segundo a Polícia Federal, teria embarcado para Orlando. No entanto, há registros indicando que Martins pode não ter deixado o Brasil, já que a alfândega de Orlando não possui registros de sua entrada, enquanto sua defesa alega que o ex-assessor voou de Brasília para Curitiba em 31 de dezembro. A companhia aérea Latam confirmou o voo para a capital paranaense.

Continue Reading
Deixar um comentário

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

© Copyright 2021 - 2024 - Revista Brasil

Isso vai fechar em 20 segundos